Resultados de futebol ao vivo oferecidos por Futebol.com

Ads Top

Koke e o Atlético podem ser punidos por insultos a Cristiano Ronaldo

Icon Sport/2016

A Associação de Madri pelos direitos LGBT entrou em contato com a LFP exigindo investigação sobre os insultos recebidos pelo camisa 7 merengue. 

No último jogo do Real Madrid no Campeonato Espanhol o time visitou o Atlético de Madrid no Vicente Calderón e venceu a partida com 3 gols de Cristiano Ronaldo. Das arquibancadas gritos de "bicha" e incentivos homofóbicos foram destinados ao jogador português. Como se não bastasse os atos vindos da torcida, o jogador colchonero, Koke, provocou Ronaldo dentro do campo, também com palavras homofóbicas.

Em nota divulgada a imprensa, a Acrópoli (Associação de Madri pelos Direitos LGBT) cita uma informação da rádio Cope que assegura o insulto proferido por Koke durante o dérbi. O documento também cita a resposta do português: "Ele me chamou de bicha e eu respondi: 'posso até ser, mas cheio da grana, canalha'".

A carta enviada para Liga de Futebol Profissional, entidade que comanda o Campeonato Espanhol, pede análise dos fatos e punição ao clube e ao jogador. Assim como aconteceu no caso da banana atirada em Daniel Alves em 2014.  

O que a Acrópoli quer é punição ao clube índio e ao jogador por permitirem insultos homofóbicos, assim incentivando a  violência. Segundo a associação, o que aconteceu no Calderón viola a lei existente contra a violência, o racismo, a xenofobia e a intolerância no esporte. "A situação não pode continuar. Nem jogadores, nem clubes parecem dar importância a um fenômeno que fomenta os delitos de ódio contra o público LGBT" afirmaram.

Koke e o Atlético podem ser punidos por insultos a Cristiano Ronaldo Koke e o Atlético podem ser punidos por insultos a Cristiano Ronaldo Publicadas por Marcela Natra em novembro 22, 2016 Mais 5