Resultados de futebol ao vivo oferecidos por Futebol.com

Ads Top

Caso aconteça a independência da Catalunha, Barcelona e Espanyol não jogam mais La Liga

Presidente da La Liga voltou a afirmar que clubes catalães não jogarão mais o Campeonato Espanhol em caso de independência da Catalunha
Torcida do Barcelona protesta contra Javier Tebas, presidente da Liga.
Foto: Reprodução/Getty Imagens
No dia 1 de outubro, o governo Catalão coloca em urna - contra a vontade do Governo Espanhol - o referendo que decidirá se a Catalunha vai se separar da Espanha e tornar-se um país independente. Javier Tebas, presidente do Campeonato Espanhol, afirmou - mais uma vez - que caso a independência se concretize, os times da região não poderão jogar La Liga, é o caso, por exemplo, de Barcelona e Espanyol.

O presidente da Liga disse não ver a Catalunha como um país independente, para ele o local faz parte da Espanha e não deve se separar - seu discurso é alinhado ao do governo espanhol. "Para mim a Catalunha é Espanha", afirmou.

Duras criticas de Tebas foram ao Comitê Olímpico Catalão, o órgão disse recentemente que os clubes da Catalunha ainda poderiam jogar mais duas ligas sem discutir continuidade, Javier desmentiu: "Não sei de onde ele tirou isso, volto a afirmar que o Barcelona não poderá escolher onde jogar se houver independência. Se existir processo unilateral, não vai jogar a Liga Espanhola".

O governo central do país é contra a consulta publica e já foi até a justiça dizendo que ela é inconstitucional. Recentemente, o clube pediu a Liga para mudar a data do jogo entre Barcelona e Las Palmas, que aconteceria no dia 1º de outubro, data da votação. Tebas negou alteração alegando que o referendo é ilegal.
Caso aconteça a independência da Catalunha, Barcelona e Espanyol não jogam mais La Liga Caso aconteça a independência da Catalunha, Barcelona e Espanyol não jogam mais La Liga Publicadas por Marcela Natra em setembro 08, 2017 Mais 5