Resultados de futebol ao vivo oferecidos por Futebol.com

Ads Top

Zidane crê em evolução: "Minimizando os erros, podemos ganhar de qualquer equipe"

O francês acredita que vitória contra o PSG poderá mudar rumos da equipe.
(Foto: Angel Martinez/Real Madrid C.F/Getty Images)

O grande jogo passou, vitória merengue e vantagem de certo modo confortável. A hora é mudar o pensamento, virar a chavinha e acreditar numa boa recuperação no Campeonato Espanhol, cujo o time está distante do líder e do vice-líder da competição. O Real Madrid joga neste domingo contra o Betis, fora de casa, e antes disso, a entrevista coletiva trazendo as palavras de Zinedine Zidane.

Na coletiva, o francês falou sobre o confronto de amanhã, a “ressaca” pós vitória na Liga dos Campeões e voltou a falar sobre seu futuro no comando do time merengue, onde depende única e exclusivamente desta reta final de temporada.

Confira detalhes da coletiva:

Tensão do PSG:
“É o que existe, estamos acostumados a isso. O que nós fizemos já fizemos isso e nós o fizemos muito bem, agora temos que pensar no dia a dia que é a Liga e estar focados, nos preparamos bem, tivemos alguns dias de repouso, mas isso é o que existe. Pensando no jogo de amanhã, mas já temos a mente na Liga”.

Futuro no final da temporada:
“Para mim, o mais importante é o que estou fazendo agora, dia a dia, quero terminar esta temporada, há coisas em jogo, isso é o que me interessa, só isso. O resto eu não quero falar e não estou interessado”.

Partida contra o PSG:
“Ganhamos uma boa partida, mas é uma partida. Sabemos que vamos ter uma segunda etapa e antes de teremos cinco na Liga”.

Confiança em Benzema:
“Confio em todo meu elenco, não apenas em Karim. Temos muitos jogos, há alguns que teremos dois treinamentos e vamos jogar e eu preciso de todos. O bom é que eles estão todos prontos”.

Gestos dos jogadores com ele:
"Eu não vejo mais, os jogadores claramente é muito legal ver um jogador vir me dizer que estou feliz pelo que você faz por nós, é o relacionamento que tenho com eles, sei como funciona um vestiário, passei 18 anos de jogador e eu sei o que eles vivem. Eu gosto dessa conexão, é o que estou procurando, pode funcionar, há um bom relacionamento. Claro que aprecio o que os jogadores podem dizer".

Forma do momento de Cristiano:
“Você nunca pode duvidar dele, mesmo que ele não marque. Com poucas ocasiões ele pode bagunçar e nós sabemos disso. Não sei se é sua melhor forma, mas ele sabe que falta muito o e ele vai ser”.

O posto de treinador do Madrid:
“É muito desgastante. Mais no Real Madrid. Claro que pode chegar um momento em que seja necessário mudar, mas para todos, não só para o treinador. Não é o momento, mas certamente acontecerá. A profissão desgasta, mas aqui mais do que em qualquer outro lugar".

Bale:
“São decisões. O que eu quero é ter todos os jogadores prontos e no outro dia eles estavam. Eu queria jogar na forma de um diamante porque contra o PSG me pareceu que era melhor jogar assim, agora teremos muitos jogos e eu vou ter todos”.

Betis:
“Nós temos nossas armas, queremos jogar bem amanhã e nos preparamos para fazer um ótimo jogo e vamos fazê-lo”.

Os jogadores lhe deviam algo:
“Eu não acho, eles sempre tentam fazer bem, eles não me devem nada. O que eu quero é que, quando eles estão no campo, deem cem por cento, às vezes as coisas não vão bem. Removendo o jogo do Leganés, não estamos fazendo isso errado. Podemos fazer isso melhor e vamos experimentá-lo e vamos fazê-lo. Eu respeito meus jogadores porque eles sempre tentam, mas às vezes podemos falhar. Faz parte do futebol, temos que minimizar os erros e assim seremos mais eficazes".

Cinco partidas:
“Com tudo o que falei, vamos precisar deles. Como vamos fazer ou de que forma, veremos. Temos cinco jogos e estes são muito importantes para nós. Todos terão que estar prontos”.

Asensio:
“Hoje é Marco, ontem foi Isco, amanhã Ceballos. Estamos todos no mesmo barco, vou tomar decisões, é meu trabalho, o mais difícil para um treinador. Fazer as onze é a coisa mais difícil. Mas estamos lutando, jogando e os jogadores estão prontos para jogar quando eles têm a possibilidade. Um vai jogar mais do que outros sempre, é uma equipe”.

Como vai ser o plano de rotações:
“A melhor maneira de preparar é jogar muitos jogos e muito boas partidas na Liga, vamos jogar cinco. Isso significa que precisamos de todos os jogadores mais do que nunca. A organização dos jogadores é a coisa mais importante, mas estamos prontos”.

Influência da vitória para o trabalho posterior:
“Esta vitória muda tudo, não podemos apenas trabalhar, só podemos recuperar bem para estar pronto para o próximo jogo. A equipe que vai jogar amanhã será a que é para mim, a mais competitiva”.

Os jogadores seguem sua mensagem:
“Sim, é muito bom reconhecer que meus jogadores seguem e compreendem minhas mensagens e eu gosto muito disso, é claro. O dia do PSG foi uma vitória em equipe, é isso que fez a diferença e o que devemos pensar sobre cada jogo. Se minimizarmos erros, podemos ganhar de qualquer equipe”.
Zidane crê em evolução: "Minimizando os erros, podemos ganhar de qualquer equipe" Zidane crê em evolução: "Minimizando os erros, podemos ganhar de qualquer equipe" Publicadas por Vinicius Costa em fevereiro 17, 2018 Mais 5