Resultados de futebol ao vivo oferecidos por Futebol.com

Ads Top

Ser Madridista devia ser fácil...


Ser madridista deveria ser o “trabalho” de torcedor mais fácil do mundo. Ser madridista deveria ser sinônimo de tranquilidade a cada jogo, por saber que torce para um grande time. Não simplesmente um grande time, mas o maior de todos.

O eleito pela Fifa como Clube do Século 20, o maior vencedor da La Liga, maior vencedor da Uefa Champions League e atual tri-campeão consecutivo. Torcer para um clube com tais feitos deveria ser algo simples, que trouxesse alegria o tempo todo.

Mas não. O torcedor do Real Madrid é insaciável, parece o Sergio Ramos que é expulso aos 40 do segundo tempo vencendo dentro do Santiago Bernabéu por 6-0 numa rodada comum da La Liga. O torcedor do Real Madrid não pode passar uma janela sem contratar um jogador midiático que já condena do presidente ao roupeiro.

Um jogo sem vencer? CRISE! Jogo do Real Madrid tem que ser no mínimo 3-0 no primeiro tempo, com show e golaços. Vencer por 1-0 com gol no final só serve se for gol do Sergio Ramos de cabeça, mas quando passa a euforia, chuva de críticas.

Quando o time não vence o treinador precisa logo ser demitido, o goleiro substituído, a grama do Bernabéu trocada. O torcedor do Real Madrid é aquele que reclama a temporada toda, mas no final comemora o título da Champions.

O torcedor do Real Madrid adora tirar onda falando que tem 11 Champions. Ah não, 12. Pera, já são 13. Deveria ser alvo de estudo o comportamento do torcedor do Real Madrid, que consegue xingar até Toni Kroos quando erra um passe (fato que só acontece de 6 em 6 meses).

O atual momento do clube mostra como vencer constantemente torna o torcedor mal-acostumado. Zidane pediu para sair, veio Julen Lopetegui, técnico competente e com um futuro promissor, mas bastou levar um gol do Girona (algo normal) e não escalar Vinícius Júnior para as críticas começarem. Porque o torcedor do Real Madrid é técnico formado pela Fifa. Todos eles.

Cristiano Ronaldo também foi embora, não chegou nenhuma grande estrela. Pronto, o torcedor do Real Madrid já começa a reclamar do trabalho de Florentino Pérez e da diretoria do clube. Porque o torcedor do Real Madrid é formado em gestão de futebol e administração. Todos eles.

Mas não dá pra criticar. Ser madridista dá trabalho. Ninguém gosta do time que ganha tudo. A cada jogo somos nós contra o adversário e o resto do mundo torcendo contra. Ser madridista dá tanto trabalho que precisa fazer um check-up frequentemente pra saber se o coração está em dia pra aguentar a emoção da próxima final.

A temporada está começando, muita coisa nova, ano de transição. Certamente o torcedor do Real Madrid vai ter muito do que reclamar. Porém, se as coisas caminharem bem, terá o que comemorar também.

E como sempre dizem: HALA MADRID!

Ser Madridista devia ser fácil... Ser Madridista devia ser fácil... Publicadas por Leandro Fernandes em agosto 30, 2018 Mais 5