Resultados de futebol ao vivo oferecidos por Futebol.com

Ads Top

Salário do elenco do Real Madrid quase duplicou desde 2013


Foto: Eduardo Parra/Getty Images
O mundo do futebol está cada vez mais inflacionado. Não só com relação às contratações, mas também com os salários cobrados pelos atletas e usados como atração para convencer um jogador a mudar de clube.

Com os muitos investidores aplicando rios de dinheiro em muitos clubes europeus, tais como Chelsea, Manchester City e PSG, e também as grandes quantias arrecadadas pelos clubes ingleses por direitos de transmissão, fica cada vez mais difícil se igualar na disputa por grandes jogadores.

Sendo assim, o Real Madrid não teve opção a não ser valorizar o seu elenco para tentar manter cada uma de suas peças, o que gerou um aumento grande nos custos com salários. Com a renovação de contrato dos grandes jogadores como Benzema, Kroos, Marcelo, Bale e Isco, o total gasto chega a 280 milhões de euros.

Foto: TF-Images/Getty Images
O último balanço divulgado pelo clube merengue mostrou que, mesmo com a saída de Cristiano Ronaldo, tais renovações, e ainda o aumento salarial pendente de Luka Modric e a chegada de Courtois mantiveram os valores quase que igualados.

Comparando com os últimos 5 anos, quando na temporada 2013/14 o Madrid pagava 145 milhões de euros em salários, o valor quase que dobrou neste período. A maior diferença foi entre as temporadas 2015/16 e 2016/17 com um aumento de 71 milhões de euros, saindo de 176M para 247M.

Apesar das altas cifras, esta é a média de grandes clubes como Barcelona, Liverpool, Manchester City e Chelsea, todos estes ficam atrás apenas do Paris Saint-Germain, que paga mais de 500 milhões de euros em salários.
Salário do elenco do Real Madrid quase duplicou desde 2013 Salário do elenco do Real Madrid quase duplicou desde 2013 Publicadas por Leandro Fernandes em setembro 11, 2018 Mais 5